terça-feira, 24 de junho de 2008

Previsível

Depois disto, disto, disto, disto, disto e, mais recentemente, disto... já nada me surpreende. Excepção feita ao silêncio conivente de uma Europa cada vez mais cega, surda e muda.

Cartoon daqui

6 comentários:

luis cirilo disse...

Essencialmente de uma Europa cobarde e cheia de complexos em relação ao passado.
Mugabe é pior que Saddam (se a esse nivel se podem estabelecer escalas) mas como não tem petróleo...não tem interesse.

Jonitu disse...

Africa sempre serviu para o enriquecimentos dos brancos e para se ganhar premios de jornalismo com fotos de crianças sub-nutridas....porquê o espanto?

Tânia Morais disse...

Jonitu, esse simplismo é falacioso.
África tem hoje e desde há 40 anos líderes locais em cada Estado capazes de gerir as suas comunidades como qualquer "branco", não podemos considerá-los cegos a fim de responder afirmativamente a qualquer propensão neo-colonial - implícita nas tuas afirmações. Aliás, há uma mão cheia de casos no continente negro em que se proporcionou a afirmação de regimes democráticos que caminham para o amadurecimento necessário ao desenvolvimento das qualidades mínimas de desenvolvimento humano e social.
O que foi aqui espelhado pela Dulce é resultado da acção do regime do carismático Robert Mugabe que demonstrou não ter qualquer escrúpulo na defesa da sua cadeira de poder.

A Europa, tal como a ONU em determinadas conjecturas, corre seriamente o risco de se tornar numa nova SDN pela incapacidade e/ou inércia em defender os seus princípios fundadores.

O nosso mal é estarmos tão blindados às consequências de qualquer guerra, tão longe das "outras" realidades que se desenvolvem aqui tão perto. (Afinal, estamos ou não numa aldeia global??)

Dulce Alves disse...

Luís,

De facto, o “interesse” que o país possa ter é aqui determinante. Sendo que graças a Mugabe o Zimbabwe já não tem nada de interessante, bem pelo contrário... está explicado o desinteresse dos demais no que vai por lá. Há algumas excepções, é certo, mas não as suficientes para pôr um travão...

Jones,

Já há muito percebi que nutres algum apreço por Robert Mugabe, mas parece-me insensato que consideres que as alegadas qualidades de Mugabe suplantem todo o caminho errático e déspota que imprimiu à sua governação ao longo de 30 anos... Sendo que ora se atreve mesmo a dizer que ‘só Deus lhe tirará o poder’.

Tânia,

É sempre aquela ideia umbiguista qb do “se não me atinge, não me diz respeito”... ...
E quanto ao conceito de ‘aldeia global’, esse só se invoca quando dá jeito...

Gonçalo Capitão disse...

Já lá vão os tempos do "fardo do homem branco", em que as potências ocidentais achavam que era um favor colonizar África.

Passaram muitos anos e revelou-se, pese embora os erros na definição de muitas froteiras, uma África com racismos ferozes e pouca ideia, mesmo entre etnias, de respeito por direitos humanos.

Não conheço melhor sistema que a democracia (Churchill diria o mesmo, embora na formulação negativa da frase: o pior dos sistemas, excepto todos os demais) e não há colonização prévia que justifique estes tiranetes que fazem de Vlad Tepes, "O Empalador" (o príncipe que inspirou a lenda de Drácula) um menino de coro.

Não há socialismo que justifique miséria, mortes, perseguições e enriquecimento da elite.

Fosse Mugabe branco, preto, azul ou verde sempre o detestaria.

Infelizmente, como não há petróleo (bem o dizes, Luís), não há bomba que o "limpe". Lamento, mas em casos como o deste palhaço só mesmo realpolitik...

Jonitu disse...

como te expliquei dulce nutro apreço pelo modo como ele lutou contra a tirania colonial, e tudo o que fez para se tornar "um Homem" repudio totalmento as suas atitudes politicas que não fazem se não deixar o povo numa miseria imensa......Tânia Morais mais que procupar-me qualquer propensão neo-colonial que possa estar implicita nas minhas palavras, preocupa-me mais a hipocrisia das vozes que se levantam nesta hora....quando sabemos bem que ás atrocidades cometidas outrora nem uma palavra teceram....é bom estar-mos preocupados com africa quer sejamos brancos pretos azuis com bolinhas, mas é certo que a europa muitas vezes fechou os olhos, nao que a culpa da situação seja sua mas com o passado que a liga a africa muito mais seria de esperar....