terça-feira, 16 de março de 2010

Mafra 2010: MFL

Manuela Ferreira Leite falou apenas uma vez ao congresso… mas falou bem.

De uma forma extremamente calma e clara (como lhe é costume), montou o seu discurso palavra após palavra descrevendo um Portugal no caminho errado nas mãos do governo socialista.

Dos diferentes pontos que abordou recordo-me das descrições que fez relativamente: ao caminho desastroso que o governo está a seguir nas finanças públicas; ao excesso de confiança que Sócrates transmite aos portugueses com a decisões do tipo aeroporto e TGV; ao mais que provável crescimento acentuado do desemprego; à asfixia democrática; à tendência da movimentação de pessoas da classe média para a classe pobre do país, com a permanente perda de poder de compra…

Quem a ouviu, poderia pensar que MFL estaria a fazer este discurso pela primeira vez, pois foi dramaticamente actual. Mas não. Conforme a própria confessou, tratava-se de um discurso que fez em 2008!

2 comentários:

Dulce Alves disse...

Vergonhosa e indigna foi a forma como alguns oradores se dirigiram à ainda (sublinhe-se!) Presidente do partido. Nem tê-la ali a 3 metros de distância lhes trouxe pudor!
Goste-se mais ou goste-se menos daquilo que foi o seu mandato, merece-nos respeito.
É sabido que não estive do lado de MFL na sua candidatura, mas considero que o seu mandato trouxe alguma serenidade ao partido (depois das convulsões pós-Menezes) e penso que apesar de ter ficado aquém das expectativas, MFL "cumpriu os minímos".

PS- E sim, JP, de facto é incrível e sintomática a actualidade do seu discurso "requentado"...

Ricardo Cândido disse...

Pois. Mas hoje em dia tudo isso que escreveram não chega para ser PM.

Com a mediatização da política e a denominada video-democracia (ou ...cracia, como lhe quiserem chamar)os líderes têm de ter um conjunto de características que MFL não tem, nunca teve e arrisco-me a dizer que nunca terá, tais como carisma e a capacidade e criar empatia. Sempre que oiço MFL parece que a senhora está chateada com o Mundo.

Sim Dulce. A senhora merece o nosso respeito, tais como todas as outras senhoras deste mundo. Agora há uma coisa que não consigo deixar de dizer: ainda bem que está de saída.

Bjs à Dulce e Grande Abraço ao Prof. Cruz:)))