quarta-feira, 23 de julho de 2008

Lê-se

"Não é o sistema em Portugal que marginaliza comunidades. O sistema é que se tem vindo a alhear da realidade e da decência e agora é confrontado por elas em plena rua com manifestações de índole intoleravelmente racista e saraivadas de balas de grande calibre disparadas com impunidade.
(...)
Neste país, tão cheio de dificuldades para quem tem rendimentos declarados, dinheiro público não pode continuar a ser desviado para sustentar predadores profissionais dos fundos constituídos em boa fé para atender a situações excepcionais de carência. A culpa não é só de quem usufrui desses dinheiros. A principal responsabilidade destes desvios cai sobre os oportunismos políticos que à custa destas bizarras benesses, compraram votos de Norte a Sul."

"Limpeza Étnica" por Mário Crespo in JN, edição de hoje (texto integral aqui)

1 comentário:

Filipe disse...

Sou pela integração das minorias, no entanto, o que se verifica por cá é que quem manda opta pela "fuga para a frente", cede às pressões de grupos que não permitem a mínima alteração nos seus hábitos de vida e ainda exigem "direitos extra" a que o cidadão comum não tem acesso. Moro numa terra em que, no dia da entrega das novas casas de um bairro social, uma senhora com cerca de 70 anos chorava à porta da câmara municipal para que alguém fosse lá a casa reparar o telhado, pois que lhe chovia no quarto... maneira que integração, sim senhor, mas direitos e obrigações iguais para todos...