quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

“Um” peso, duas medidas

(…)
A não ser que a causa seja demasiadamente específica, não percebo a notícia que dá conta de um contrato estabelecido pelo Ministério da Educação com um advogado, por um montante de 20 mil Euros/mês, para trabalhos de “levantamento e compilação de legislação” do ministério.
Não pondo em causa, naturalmente, as competências técnicas do advogado e a especificidade do trabalho, cabe-me no entanto a surpresa pela coincidência na selecção e pelo histórico do contrato em causa: ver noticia aqui

Lembram-se do Paulo Macedo?
… e das criticas socialistas ao seu vencimento?
É caso para dizer que para os mesmos "ordenados", este governo segue a prática de:
“um” (mesmo) peso, duas medidas…
foto do site tsf

2 comentários:

Gonçalo Capitão disse...

Eu também não ponho em causa o mérito profissional de João Pedroso, como nunca o fiz com o irmão Paulo.

Porém, não resisto a imaginar o que seria se algo de parecido se tivesse passado com o Governo do dr. Santana Lopes...

João Pedro Cruz disse...

Precisamente Gonçalo...