sexta-feira, 4 de novembro de 2005

Estar acordado

Nem mesmo o dr. Soares pode permanecer no registo de hecatombe, a todo o instante...
Na mesma entrevista à VISÃO, acometido de um momento de lucidez à antiga, Soares responde a contento:
VISÃO: "Houve pessoas ligadas a Manuel Alegre que o acusaram de 'traição' a um amigo..." (...) "Inês Pedrosa, por exemplo...".
Soares: "Não ouvi. O Eduardo Prado Coelho sim. Mas o Prado Coelho não tem autoridade para falar em traição. Tem um percurso tão sinuoso, do ponto de vista político...".
BINGO!!! É, de facto, das mais lamentáveis figuras do panorama pseudo-cultural português.

1 comentário:

JAC disse...

Soares, Soares, n vezes Soares... como diria o poeta (Fernando Pessoa) A morte é a curva da estrada,
Morrer é só não ser visto.
Se escuto, eu te oiço a passada
existir como eu existo.

Sal de Portugal - http://www.sal-portugal.blogspot.com/