terça-feira, 15 de junho de 2010

«Era importante não perder»


Palavras de Paulo Ferreira (o pior em campo, cumpre dizer) no final do jogo. E não se bastando com isso, ainda acrescentou: «Conseguimos empatar, não foi mau». Para mim, mera espectadora, isto resume o pensamento pequenino e a falta de coragem dos nossos incríveis, que nesta estreia foram tudo, menos incríveis. É certo que o adversário não ajudou, mas isso era já de esperar, havia que contornar as coisas...

Agora segue-se a Coreia do Norte, equipa na qual alinha um jogador que, curiosamente, contraria este espiríto tacanho. Disse, há dias, que «se entramos em campo a achar que um empate é melhor que uma derrota, perdemos de certeza. Queremos jogar para ganhar». Se alguém conseguisse meter isto na cabeça dos jogadores portugueses, dava jeito. Mas isso pressupõe que eles tenham cabeça, e a julgar pelo que hoje se viu, têm - salvo as devidas excepções - muito pouca.

* Na foto acima temos, a meu ver, o homem do jogo;

2 comentários:

Ricardo Cândido disse...

Concordo contigo relativamente ao Fábio Coentrão, discordo em relação ao Paulo Ferreira. O pior foi claramente o venezuelano do Dani.

BTW. a análise aos jogos na SIC prometem, com Santana Lopes e Miguel Sousa Tavares como comentadores. E imagine-se, estiveram quase sempre de acordo!

Isto de ter um ex-Primeiro Ministro e um escritor de Best-Sellers a opinar não é para todos os países presentes no Mundial.

Dulce Alves disse...

Não ouvi essa dupla! ;) Aqui só nos deixam ver o jogo e... e... já é uma sorte! ;)

Ah! O Dani também esteve péssimo, mas ainda assim não sei se perdeu as dezenas de bolas que o P. Ferreira perdeu...!