quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Andamos a brincar? *

A Cimeira UE–África, que decorrerá em Lisboa no próximo fim de semana e que contará com pelo menos 34 Chefes de Estado e 27 Primeiros Ministros dos dois continentes, não vai debater - para descanso de alguns e infortúnio de muitos - nem Darfur, nem Zimbabwe.

Num encontro em que o objectivo (consta!) é debater problemas que afectam os dois continentes, não está agendada - por pura cobardia, cabe relevar- uma discussão sobre aquelas duas tragédias que subsistem no continente africano.
Coincidência ou não, no mesmo espaço - Pavilhão Atlântico – decorrerá paredes-meias com a Cimeira o espectáculo do Noddy, que aguarda 25 mil pessoas.
Eu cá, a ter que escolher, preferia as histórias de encantar do boneco infantil criado por Enid Blyton. Sempre são mais didácticas e profícuas que qualquer das conversações que possam vir a ter os ditadores africanos com a conivente Presidência Portuguesa da UE.

* perdoem-me o tom popularucho do título... mas confesso que foi o que me ocorreu, mal me apercebi disto.

2 comentários:

Gonçalo Capitão disse...

Ó Dulce, eu não estaria tão certo quanto à ordem de trabalhos. O Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, ainda hoje, garantiu que os direitos humanos serão tema incontornável.

E o nosso MNE, Luís Amado, há dias, sublinhou que Mugabe tinha de ser convidado (e eu concordo), mas não era bem vindo.

Dulce Alves disse...

Gonçalo,
espero bem estar errada, mas o que consta até à data é que não há referências a nenhum dos dois temas na agenda...