segunda-feira, 23 de julho de 2007

Venha o próximo…


Tendo já sido candidato a candidato a inúmeros cargos (desde que tenham notoriedade pública, claro!), o conhecido advogado de Coimbra, provavelmente inspirado pelo fenómeno Zé Beto, resolve agora apontar armas à liderança do PSD…

Felizmente, a falta de assinaturas resolverá o intento comercial…

11 comentários:

Paulo Vilaverde disse...

Quem?

Gonçalo Capitão disse...

E pensar que o resto da malta não conhece o figurão...

"O Big Show está no ar, lá, lá, lá, lá, lá, lá"...

Gonçalo Capitão disse...

By the way, o nome da vedeta é Castanheira Barros.

Bruno disse...

Não conheço mesmo... aguardo ansiosamente pela oportunidade de o ouvir!

Ricardo Cândido disse...

Bruno…

Lamento informar-te, mas é apenas um artista circense à procura de protagonismo.

Como disse o Gonçalo (ou melhor: o “nosso candidato":))), é um figurão. A malta de Coimbra conhece-o bem…

No entanto, não perdes nada em ouvi-lo, aposto é que não irás aguentar muito tempo.

João Pedro Cruz disse...

Esta do: "O Big Show está no ar, lá, lá, lá, lá, lá, lá"... lembro-me sempre do macaco Adriano...

Bruno disse...

Caro Ricardo, pelo que vou lendo interpreto essa tua indicação de que não irei aguentar muito como o não aguentar sem desatar a rir ;)

CASTANHEIRA BARROS disse...

Quem ri por último é que ri melhor .
Eu sei que a minha iniciativa é incómoda e dá dor de cotovelo a muita gente .
A condenação à morte de nascituros é algo que o nosso ordenamento jurídico não comporta .
A candidatura só foi apresentada a 26.07.2007.
Criticar aquilo que não se conhece é verdadeira obra de prodígio .
E já agora convém que os « bota-abaixo » do PSD não se esqueçam que os candidatos são todos militantes do nosso Partido .
Comigo haverá « tachos » para todos, estejam descansados .
E quando os tachos esgotarem haverá panelas .

Marta disse...

Quem ri por último normalmente é porque não percebe a piada...

Black Mamba disse...

Essa dos nascituros é daquelas metáforas mesmo mal conseguidas... Nem o nosso ordenamento jurídico os condena à morte, nem os põe à frente de partidos, nem o Sr. certamente quer ser visto como um recém-nascido... É que os recém-nascidos não fazem mais nada senão dormir e mamar!

Paulo Miguel Oliveira Martins disse...

O que parece que o candidato não sabe é que os nascituros podem ser "interrompidos voluntariamente" até às 10 semanas.
Até houve um referendo, lembram-se....
Como a candidatura tem menos de 10 semanas, o melhor é abortar voluntariamente e por métodos químicos, menos invasivos, do que sermos obrigados a fazer um aborto eugénico para aí às 16 semanas, com métodos invasivos e sofrimento do nascituro.