terça-feira, 24 de julho de 2007

Não se arranjam trocos para uns foguetes?



Luís Filipe Menezes lá se decidiu pelo óbvio.

Provavelmente, granjeará mais apoios provenientes do descontentamento face a Marques Mendes do que propriamente da atractividade da sua candidatura.

No entanto, candidatos a candidatos que não seduziam e que depois foram bons líderes e bons primeiros-ministros, tem o partido exemplos. Vamos ver…

4 comentários:

rei dolce disse...

concordo plenamente com o que diz, eu proprio irei votar LFM, não porque goste muito da sua personalidade, mas porque chegou o momento de mudar.

mas cá para mim, fica quém lá esta...

Ricardo Cândido disse...

rei dolce...

Também me parece que ficará quem já lá está... Mas como saberá, a procissão ainda vai no adro...

Rita de Matos Oliveira disse...

A votar, seria no Menezes. Mas confesso que se a Manuela Ferreira Leite se candidatasse eu pensava em pagar as quotas.

RES PUBLICA disse...

Menezes é completamente irresponsável, demagógico e populista. Diz uma enormidade de disparates... mas é isso que lhe dá graça, a par de ser quase surdo, perceber mal as perguntas e responder tudo ao lado.

Claro que é impossível (em consciência) apoiar o homem, mas isso não impede que lhe achemos graça. Eu, pessoalmente, divirto-me mais com ele do que com os sketchs do Gato Fedorento. O problema é que Ricardo Araújo Pereira ou Zé Diogo Quintela sabem que estão a fazer palhaçadas, Menezes não sabe e até acredita no que diz. Por isso, do mal… o menor.