quarta-feira, 2 de maio de 2007

Em "stand by"


Sr. Presidente:
Aguardamos, a "curto prazo" (resta ver o que entende por curto prazo!), declarações sobre a situação caótica que se vive na CML.

4 comentários:

Marta disse...

Não foi preciso aguardar muito. Agora quero ver os candidatos que se perfilam...

Gonçalo Capitão disse...

É certo que a CML vem abaixo e acaba por ser uma boa solução.

Infelizmente, rir-se-á por dentro quem também não nos deixou bem (Santana Lopes)...

O curioso é que, para quem gosta de parecer que não é político clássico, Carmona esteve delicioso, ontem. Aquela de dizer que não seria o primeiro a abandonar o navio inviabilizou a possível "espertezinha" de passar a CML a Marina Ferreira, que asseguraria o mendismo como religião.

Com isto tudo, com ou sem cursos, José Sócrates bem pode preparar-se para um passeio triunfal...

Ricardo Cândido disse...

De facto, Marques Mendes não demorou muito (pós constituição de Carmona como arguido, note-se!) a actuar.
Ao assistir à intervenção de Carmona, lembrei-me da expressão: “a criatura virou-se contra o criador”.
Parecendo certo que o Executivo vem abaixo, falta, em minha opinião e por uma questão de eficácia política para os futuros eleitos, a Assembleia Municipal.
Faria com que o PSD não só aumentasse o “share”, como também transmitiria confiança na vitória junto da opinião pública, o que aliado a um bom candidato(a), pode ser um bom ponto de partida para o conclave.

Luis Cirilo disse...

A situação na Câmara de Lisbos já entrou para o anedotário nacional.
E a culpa nao é exclusiva do PSD embora a dupla Mende/Teixeira da Cruz seja a maior responsável pelo que se esta a passar.
O PS e CDS,mas também PC e BE,tem igualmente culpas no cartório.
Todos rápidos a diagnosticarrem receitas para a doença,todos lentos na sua aplicação.
Agora que os dados estão lançados e as eleições são inevitáveis estou curioso por ver quem são os candidatos.
Nomeadamente no PSD onde todos os dias,na maior das irresponsabilidades,são atirados nomes pra a praça pública.
Não sei (desconfio que MM...também não !) quem será o candidato,mas sei que perante os lisboetas aparecerá como décima quinta escolha.
E isso tem um preço conhecido.
P.S. Tranquilo Gonçalo,não pode ser o Dário que é moçambicano