sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Ninguém gosta de mim...

Decididamente, depois das sondagens, da entrevista de Cavaco Silva e do comício de Menezes, só faltava a Marques Mendes a entrevista de Rui Rio, ontem.
Peremptório como só ele, o Edil portuense afirmou, perante Judite de Sousa, que entendia que, a continuar a actual via reformista, Sócrates venceria as eleições de 2009.
Será que os afoitos servidores do premier laranja também vão chamar traidor a Rio?! Não vejo coragem para isso...

3 comentários:

Quimera disse...

A questão não é a da coragem, mas sim a do enviusamento do pensamento. O lema é sempre o mesmo quem não é por mim é contra mim…
É uma injustiça!!!!

Gonçalo Capitão disse...

Verdade!
O PSD, lamentavelmente, chegou a um ponto em que não pode tecer-se um só comentário divergente.
Não sendo propriamente um ancião, ainda me lembro de assembleias concelhias e distritais e conselhos nacionais em que a divergência era travada por grandes nomes e, no fim, ninguém era menos social-democrata.
Eis uma das duas razões pelas quais, tendo apoiado Marques Mendes em Pombal, opto pelo cepticismo, nos dias que correm.
Quando a corte depende da política, o rei...

Luis Cirilo disse...

O problema é que quando é o Luis Filipe Menezes a criticar ergue-se um coro de cortesãos a mostrarem indignação.Quando é o Rui Rio ou o Morais Sarmento...não comentam.
Tudo isto so demonstra a fragilidade da liderança MM.
Ninguem acredita nela,mas por taticismo vão aguentando.
esperando que o poder caia de podre.
Por mim,prefiro claramente o caminho do LFM.Porque é um caminho de verdade.O Rei vai nu...vai nu.
O rei não serve...não serve.