segunda-feira, 28 de novembro de 2005

Cantas bem, mas não me Alegre

Segundo o DN, apesar de Manuel Alegre afirmar ter votado contra o fim do Serviço MIlitar Obrigatório - o tal que pode obrigar as pessoas a ir para a guerra, e as que não querem ir a desertar - disso não há registo nas actas parlamentares. Nem dessa opção, nem sequer de qualquer declaração de voto...

Ora, o caso parecer-me-ia uma mera trapalhada se não fosse o hábito do Poeta de nos dar lições de moral.

Valia a pena analisarmos sem complexos uma vida devotada à cultura, mas com palcos sempre dados pela política.

Um homem a quem repugna que o seu partido defenda a co-incineração, não deve limitar-se a mudar de círculo eleitoral. Deve abandonar as listas...

Por tudo isso, achando irrelevante a novela SMO, já não me parece irrelevante que alguém lhe peça mais humildade intelectual, até Janeiro.

3 comentários:

Vitor Manuel disse...

O homem é a arrogância e a vaidade em pessoa.
Agora vai-me desculpar mas vou falar de outro assunto.
Já teve ter tido conhecimento da polémica levantada, com a intenção do governo do Sr. Eng., retirar os crucifixos das escolas.
Então não descobri na Associação República e Laicidade, alguns conterrâneos.
Passe por aqui e veja: http://coimbra-nacional.blogspot.com/2005/11/pedido-de-uma-pequena-associao-rl-que.html,

Gonçalo Capitão disse...

De facto, rico rol...

el__sniper disse...

M.A. não se mudou de circulo eleitoral, o PS de Coimbra simplesmente viu com bons olhos a sua ida para Lx. De facto o PS Cbr não gostava dele e reflexo disso foi o número elevado de membros da concelhia do PS que NÃO compareceram no inaugurar da sua estátua.

Farpa: Cbr devia votar Alegre, pois até já temos uma estátua dele.