quinta-feira, 13 de outubro de 2005

Autárquicas I

Arrumadas as eleições autárquicas, segue-se para a vitória de Cavaco Silva, em 2006.
Porém, antes disso, e deixando a análise clássica para os experts, ficam alguns apontamentos sobre a noite de 9 de Outubro de 2005:

O grande vencedor é, evidentemente, o PSD e o seu Presidente, Marques Mendes. Apostou pessoalmente em Carmona (arredando Santana Lopes que, ao que afirmou ao Diário Económico, nem queria ser candidato), Isabel Damasceno e Élio Maia (Aveiro), e ganhou. Enfrentou Valentim Loureiro e Isaltino Morais e, mercê da dimensão da vitória global, não perdeu com o sucesso destes (embora continue a chamar a atenção para o facto de se mostrar que a "credibilização" de que fala não é, contas feitas, o afastamento de dois ou três militantes).
Marques Mendes tem o PSD "na mão", e mais terá ainda com o previsível sucesso de Cavaco Silva. Se quiser mesmo a eleição directa do presidente do PSD, o pós-presidenciais é a altura adequada para um "passeio imperial".
Apostas feitas, desconfio que, ao contrário de palpites que escutei, que será mesmo ele o challanger de Sócrates, em 2009.

2 comentários:

Mocho disse...

E o moita flores

Gonçalo Capitão disse...

De acordo!