sábado, 4 de agosto de 2012

O Espírito Olímpico, please...

Já escrevi num «blog» amigo – “Depois Falamos”-, o que penso da abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, do hastear da bandeira olímpica, bandeira dos cinco anéis, símbolo da paz, por 16 militares britânicos, heróis dos massacres do Iraque, Afeganistão, Líbia e Balcãs, e do custo exagerado desta “festa” do desporto que pôs a Grécia na falência.

Os principais sponsors dos Jogos Olímpicos, as grandes marcas do desporto e muitas outras firmas internacionais são também os principais coveiros dos direitos do homem.

Estas sociedades que deslocalisam por causa de “competitividade” (compreenda-se competição entre duas misérias de nível diferente), e de rentabilidade são as causas maiores do não-respeito dos direitos do homem nos países onde elas instalam a produção.

Mão de obra baratíssima significa, entre outros, baixos salários, direito do trabalho e direito social inexistentes, direito da infância desprezado, etc., etc.

Nike e Adidas são, entre as marcas mais modernas, apontados pela exploração das crianças pelos seus fornecedores. Por outro lado, as duas sociedades preparam-se já a transferir a produção para outros paraísos de exploração abjecta mais acolhedores que a China, onde, segundo parece, o governo chinês pensaria criar um espécie de salário mínimo fixado pelo Estado, o qual, seria inaceitável para Nike e Adidas.

Pessoalmente, decidi boicotar estas duas marcas. E talvez tenha um “look” menos “in” quando faço o meu jogging, mas pelo menos tenho a consciência tranquila e será por uma boa causa. Porque são estas empresas, que através as “oficinas” dedicadas, como a OMC, O Banco Mundial e o FMI que instauram esta ordem do mundo que tanto detesto.

Ah os sponsors! Que, todos sob o mesmo espirito olímpico, verdadeiros arautos do liberalismo corrompido e corruptor, tiveram o direito de enviar os seus representantes para correr com o facho olímpica até ao estádio!

Dow Chemicals, fornecedor do agente laranja e do napalm que deixou o Vietname num estado lastimoso, com milhares de crianças deformadas, mesmo ainda hoje. Recordam-se de Bhopal, na Índia em 1984 – 2000 mortos, envenenados pelo dioxido! Thank you Dow!

British Petroleum, a maré negra do Golfo do México e a exploração do betume no Alasca!
E Arcelor Mittal, o monstro indiano do aço, que despede neste momento 70.000 trabalhadores! Foi o filho do proprietário que desfilou com o facho nos bairros burgueses de Kensington e Chelsea!

Numa outra ordem de ideias, pergunto a mim mesmo qual é o valor simbólico dos Jogos quando realizados graças a esta batalha do dinheiro sob todas as formas, (Nike investiu 200 milhões de $ e Adidas o mesmo no sponsoring dos atletas, do Comité Olímpico, etc.) e quando para assegurar a organização dos jogos se mobilizaram 40.000 soldados de Sua Majestade, especialistas de tiro nos sítios estratégicos, navios de guerra no Tamisa, lança-missiles sobre o telhado dos imóveis, aviões de combate, helicópteros de ataque...etc. Como diz o PM britânico David Cameron “nunca visto em tempo de paz”!

Estive há algumas semanas em Olímpia. E ao contemplar este sitio disse cá comigo, que os mesmos eram capazes de sponsorizar Zeus, para comprarem a sua alma!

Freitas Pereira

1 comentário:

Fátima Laouini disse...

Muito bom. Perspetiva que tudo muda...