quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Revendo a lição do Professor "Mamede"

Pioneiro que é, o nosso "Mamede" já tinha visto este filme, há algum tempo. Sucede que lhe conferiu uma nota sofrível, ponto em que, com a devida vénia, estamos em desacordo com este monstro sagrado do "ver cinema", capaz de tornar insignificante o parecer avisado de homens como "Lauro Dérmio"...

Aplaudido o humor insíto no título da crítica do Prof. "Mamede", atribui-se o nariz torcido à sua relativa juventude, pois, a nosso ver, o filme vale pelo desfile de notáveis da "porrada à antiga"!

Começa pelo maravilhoso regresso da dupla Stallone - Lundgren que entusiasmou a adolescência dos moços da minha idade, num dos mais tolos e ao mesmo tempo aclamados filmes de propaganda do tempo da guerra fria: "Rocky IV". Da morte de Apollo Creed ao improvável triunfo e propagandístico discurso de Rocky Balboa, após a vitória sobre Ivan Drago, em Moscovo, é um sem-fim de cenas irrepetíveis.

Depois, é ver o imenso Mickey Rourke, que precisou de bem mais do que "9 semanas e meia" para voltar a esta forma de "wrestler"...

Há espaço ainda para Bruce Willis, mesmo que não salte nem assalte um arranha-céus, e para a genial aparição do Governador da Califórnia, Schwarzenegger, que, em poucos minutos, revê a antiga rivalidade com Stallone, que ainda o acusa de ter ambições presidenciais!...

Por fim, mesmo a "II Liga" está em bom nível com nomes como Jet Li e Jason Statham.

É por tudo isto que temos que votar contra um cândido mas injusto parecer do mais famoso cinéfilo da Solum!

2 comentários:

Ricardo Cândido disse...

Desculpa lá, tu para além de seres mais famoso do que eu também és da Solum. Logo, agradeço a simpatia na atribuição da insígnia de "mais famoso cinéfilo da Solum", mas devolvo-a a quem de direito, ou seja, ao "Mymen da Sólum"!;))
O filme é precisamente como o descreveste: um "desfile de notáveis da porrada à antiga"... com os efeitos especiais da porrada nova e um argumento muito fraquinho, Mymen...:))

Gonçalo Capitão disse...

No que demonstras a premissa essencial: estás impedido de perceber a beleza do "arraial de pantufada", por não seres da geração em que este tipo de filmes enchia salas e as cenas mais puxadas eram aplaudidas! Ainda me lembro, por exemplo de ver "Comando", "Rambo" e "Rocky IV" no velhinho Avenida (cuja demolição algum autarca "cego" permitiu", para construirem o aborto que hoje polui a Av. Sá da Bandeira).