quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Na semana passada...

Na semana passada, duas declarações mereceram a minha atenção. Partilho-as, agora:

a) Carlos Queiroz: ao culpar (novamente) Laurentino Dias pelo seu despedimento, Queiroz responsabilizou-o pela situação difícil em que se encontrava (está melhor, por estes dias) a Selecção. Disse mesmo que com ele no banco frente ao Chipre e à Noruega "nada disto aconteceria" (cito de cor). Haverá declaração mais assassina e ingrata para o companheiro e colaborador de há anos, Agostinho Oliveira? Isto só prova que, podendo ser bom teórico, Carlos Queiroz tem muito a aprender sobre a natureza humana.

b) Paulo Bento: dias mais tarde, o actual seleccionador deu uma prova de humildade notável. Confrontado com a sondagem a José Mourinho, antes da sua contratação, Bento disse que estava orgulhoso pelo facto de a Federação ter ponderado apenas duas hipóteses: " o melhor treinador do mundo e o Paulo Bento". Ao contrário do que previ, pode ser que tenha pé para a dança!...

4 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

quanto a queiroz, estou com ele!

o que se passou foi extremamente grave.

apenas alertou para o facto de terem existido interferencias politicas. o que é extremamente grave, porque a partir de agora cada seleccionador vai estar sujeito á disposição do SR. Secretario de estado.

Pior mesmo é a recandidatura de Madail, nunca mais nos livramos desta gente!

Gonçalo Capitão disse...

Quanto ao Madaíl, 100% de acordo.

Quanto ao Queiroz, o que discuto é a falta de perfil para orientar a selecção e a ingratidão quanto ao amigo.

Raul disse...

Quanto a Madail - totalmente de acordo.

Quanto a Queiroz - quando apenas sabemos a história contada por quem lhe acrescenta um ponto podemos ter opinião mas não a certeza de coisa nenhuma.

Quanto a Agostinho - As atitudes pouco éticas deste senhor não serão alvo de critica?

Francisco Castelo Branco disse...

quanto ao queiroz, não o tenho como grande treinador, mas sim como bom numero dois, mas penso que com estes jogadores era dificil fazer mais.
Mas acho ele poderia ser uma boa solução para director tecnico nacional.

Espero que Bento tire melhor rendimento.