quinta-feira, 30 de julho de 2009

Regular

1 comentário:

Dulce Alves disse...

O J.Morgado também já aqui deixou a sua impressão sobre o filme mas na altura eu ainda andava em pulgas para ir vê-lo.
Gostei bastante,acho que na verdade desmistificou um bocadinho aquela ideia de self-made (wo)man, uma vez que Gabrielle Chanel chegou onde chegou com o imprescindível empurrãozinho de quem a rodeava.
O que é de admirar nela, além do dom da costura, é a sua genialidade, força de vontade e arrojo.E nisso a acriz que a encarnou foi perfeita!
Também genial foi o actor que interpretou Balsan, que todos recordam de Asterix (era o Brutus!)