quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Vómito em formato cinematográfico (péssimo)

Nem pela incursão cinematográfica do rei do toque de bola, Luís Figo nem pelas formas não menos esféricas (silicone oblige) de Liliana Santos vale a pena ver este filme que envergonha o cinema português e que terá "vacinado" quem decidiu arriscar em produto cultural luso, se não for cinéfilo.

Que mostrem mulheres semi-nuas ainda vá (parte da malta agradece), mas que, ao menos, se consiga o mínimo de entrecho, como no caso de Call Girl.

Em Second Life temos um conjunto execrável de lugares comuns, filosofia barata, nudez despropositada, planos de camera enjoativos e desempenhos que mancham algumas carreiras.

Se não tem o que fazer ao dinheiro, ponha a hipótese de o gastar em pastilhas elásticas, pois o tempo de as mastigar é mais divertido do que aquele de que precisa para ver este filme (peço perdão às películas que, realmente, merecerem este nome).

9 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

concordo com a análise!!!

E mais uma vez as cenas picantes
é que valem.....

O filme vale mesmo só por isso....

De resto, nao ha argumentçao, maus actores, uma historica complicada e chata.....

Será que a unica forma dos filmes portugueses de chamar espectadores é meter sexo?

Luis Melo disse...

Obviamente que sim, Francisco.

Perdi tempo a ir ver o "Contrato" e deparei-me com o mesmo cenário.

Pedro Silva zero, Sofia Aparício zero, Vitor Norte zero, Nicolau Breyner zerinho (para surpresa minha). História, fraquinha.

Mas há-de ter muita gente a dizer bem do filme. Porquê? Porque viu os seios (bonitos, sem dúvida) da Cláudia Vieira.

Luis Melo disse...

Caros amigos,

Atribuí um dos meus Prémio "Dardos" ao vosso blogue. Continuem assim, bom trabalho.

Francisco Castelo Branco disse...

Gosto mais dos da Liliana Santos, mas gostos nao se discutem...

A unica forma dos realizadores portugueses chamarem alguém é meter cenas de sexo, tá visto!!

Pk nao fazem um biografia? Um romance histórico?

Em Portugal pode-se fazer tanta coisa

Estes filmes são todos iguais

Até a nova série sobre Salazar, só mete sexo....porquê? Porque no elenco está Soraia chaves e não acredito que a tenham chamado para fazer um papel de Senhora Casada e Dedicada

Dulce Alves disse...

Não me lembro de alguma vez ter visto coisa pior. Nada ali tem um pingo de coerência. Trasborda de futilidade, substimam o espectador e, como se isso tudo não bastasse, é pretensioso. Só aquela ideia de pôr metade em inglês, metade em português e ainda italiano de fugir a sete pés.... (!!)
Uma clara apologia megalómana dos actores e personalidades deste país. Aposto que o casting foi feito de olhos vendados e dedos a apontar "ao calhas" para uma revista cor-de-rosa. O problema é que no meio de tanto imbecil, figurava um Figo, um José Carlos Malato, um Ruy de Carvalho e mais uns quantos que nós até tínhamos em boa conta...!

São raras as vezes que o faço, mas desta vez subscrevo inteiramente o crítico do Público:

"Há mais densidade psicológica num porno, maior sofisticação dramatúrgica nos "Morangos com Açúcar".

Gonçalo Capitão disse...

Eu nem tenho problema em reconhecer que uma cena mais erótica, com a-propósito, até pode dar um toque charmoso a um filme.

Todavia, estou inclinado a dar uma resposta afirmativa à pergunta do Francisco... Parece que queremos fazer a bilheteira à custa do corpo de algumas mulheres.

Dei comogo a pensar na enormidade de filmes que os EUA já fizeram sobre a sua história (descoberta, lutas com os índios, guerra civil, Vietnam, Kennedy, Nixon, etc...). Cá ou temos orçamentos miseráveis (e produções, consequentemente indigentes) e/ou realizadores armados em filósofos e/ou algo que meta alcova...

Grandes pontapés leva a cultura, por causa da mediocridade dos nossos políticos e de muitos dos nossos agentes culturais...

Francisco Castelo Branco disse...

Gonçalo

se têm orçamentos miseráveis e fazem estas misérias que foi o Second Life onde se falava portugues, ingles e italiano lol.......como chutar numa bola!

Nunca cheguei a perceber se o fime se passava em Pt, Italia, Mongolia, cabo verde....

se lhes dão orçamentos e faazem estas figuras é obvio que antes de volta a dar pensam duas vezes!

até o coitado do Salazar vai ter que passar pelas vergonhas da nossa produção nacional....

Francisco Castelo Branco disse...

é obvio que um a cena mais erotica, é sempre bem vinda e dá um toque ao filme....

Como se viu em Australia....

em certas peliculas calha bem!

E na minha oppiinião, as cenas de Second Life nem são das piores....
Já vi muito pior... e mais escandolos

Gonçalo Capitão disse...

Sim, Francisco... O Senhor Professor deve estar a dar voltas na tumba...

O que vale é que ainda é daqueles que atingiu dimensão para que se fale e escreva sobre ele...

Palradores como Louçã e Manuel Alegre não dão sequer para o tempo de um anúncio. E, além disso, haverá anúncios de "bolinha vermelha" ao canto???