segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Nós já fomos!

Confesso que não sou muito fiel a marcas de bens consumíveis. Gosto de uma marca ou outra de roupa, mas porque ou resiste ao meu "jeito desajeitado" ou porque me serve (o que, com a minha altura, quer, regra geral, dizer mangas ou pernas...).

Há, como em quase tudo, excepções. Uma delas é a cadeia de "cafés" (chamemos-lhe assim) Starbucks, em que me delicio ao abrir a pestana ou à hora do lanche (ou mesmo no fim de um jogo do Galatasaray , como fiz em Istambul), quando em viagem.

Pois bem, o meu vício já existe em Alfragide... Aquele cheesecake com frutos silvestres... Aquele bolo de doce de leite... Os frappuccinos e os cappuccinos... As poltronas e a música ambiente...

É caro, mas eu gosto!

1 comentário:

Dulce Alves disse...

E enquanto pelo mundo fora fecham lojas da Starbucks, em Portugal a história é outra! ;)
Eu cá fiquei fã da cadeia quando vivi por terras de nuestros hermanos, sendo que à data era mesmo uma questão de sobrevivência - talvez o único local onde se podia beber verdadeiro café!!
Quanto ao Starbucks de Alfragide, confesso que não gostei... Desde logo porque tiveram a bela ideia de abrir a primeira loja da cadeia num espaço comercial completamente fora de mão... Depois, é pequeno, pouco espaçoso, pouco acolhedor!! Mas é certo que vale pelos cafés e pelo leque de cheesecakes ;))))