sábado, 15 de março de 2008

Sai mais um decreto-lei sobre a cor dos vernizes das senhoras sff

Surpreende-me a tentativa de regulamentação quanto à utilização de piercings em Portugal.

Língua e órgãos genitais? Não, não!

Tens menos de 18 anos? A mãezinha deixa? Mas é ilegal... hum? Hum? Ouviste? Ilegal!!! Buuuuuhhhh

O quê? Queres tatuar I love our PM? Ahhhhhh...

"Soy una raya en el mar
Fantasma en la ciudad
Mi vida va prohibida
Dice la autoridad
Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Por no llevar papel
Perdido en el corazón
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Yo soy el quiebra ley"
ManuChao "Clandestino"

2 comentários:

Dulce Alves disse...

Na semana em que sai mais um estudo a comprovar a falta que nos faz uma verdadeira política de saúde sexual, a maioria socialista ignora a gravidade daqueles dados e invoca a Saúde Pública para um 'tema crucial' - os piercings e as tatuagens, capricho estético de uma minoria da sociedade portuguesa...

Bem sei que é necessária - como em todas as actividades económicas - uma fiscalização sobre o cumprimento das normas a que tais estabelecimentos estão adstritos. Mas isso é trabalho para a ASAE e parece-me que não se poderá acusar tal autoridade de incompetência...

O que cabe aqui questionar é a absurdez de proibir tais práticas em determinadas zonas do corpo e a menores. Confesso que não gosto nem de piercings nem de tatuagens, mas que cabimento e que direito tem o Governo em legislar sobre as escolhas pessoais dos portugueses?!

É como dizes, Tânia... não faltará muito para limitarem a palete de cores com que as senhoras podem pintar as unhas...

Haja bom senso!

JAbreu disse...

Para além da caricata situação, o riso invade-me só de me lembrar como vão fiscalizar os piercings colocados nos órgão genitais?
Estes fulanos do arco-iris andam loucos! Só podem...