segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Menezes mal

O Presidente do PSD mandou cancelar a revisão do programa do partido, sublinhando que Francisco Pinto Balsemão (a figura tutelar do processo) lhe dissera que não havia "uma linha" escrita.
Sendo que do fundador do PSD apenas se esperava um crivo final, nada a apontar-lhe, assim como se não crítica o cancelar de um processo moroso demais para se confundir com o calendário pré-eleitoral, onde correria o risco de ser mero arrazoado panfletário.
Onde creio que Menezes não esteve tão bem, foi quando não apurou e revelou porque não havia uma linha escrita. Eu, por exemplo, confirmei, de imediato, a minha disponibilidade, assim que a solicitaram para um dos grupos de trabalho.
Não penso em quem quer que seja (palavra de honra), mas aposto que muitos dos indisponíveis para pensar o futuro do País (um programa partidário deve fornecer um ideal social) já terão vagar para nos fazer o favor de voltar a ir nas listas do PSD.
Diria o Rui Reininho, "é tudo a mesma fruta, a mesma caldeirada"...

2 comentários:

Tânia Morais disse...

Tiros no pé meu caro... Muito mau a meu ver, desperdiçar meio ano de relatórios e contribuições que foram desde os quadros, à JSD e aos militantes de base que o Dr Menezes tanto aprecia sobre as nossas matrizes a troco de que? Feliz Ano =)*

xana disse...

O poder é mesquinho, e ter a humildade de chegar e valorizaro o trabalho que foi feito não está ao alcance de muitos.

Esperava mais cedo esta notícia, agora espero saber o que se passará com a Universidade do Poder Local e com a Universidade de Verão. Estou curiosa por esse desfecho.