quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Já ouviram falar da Pateira?


A Pateira de Fermentelos (concelho de Águeda) é simplesmente a maior lagoa natural da Península Ibérica. Carinhosamente conhecida como a «Lagoa Adormecida», a Pateira tem uma vasta riqueza de fauna e flora. Até agora parece tudo bem, mas esta pérola da natureza há muito que vem perdendo o seu brilho.

Como se não bastassem as sucessivas descargas que durante anos poluíram a Pateira (se é que não continuam a poluir), deparamo-nos agora com a praga dos jacintos que vai matando tudo o que de bom existe na lagoa. Provavelmente desconhecida para grande parte da população portuguesa, a Pateira é contudo conhecida por todos os que passaram pelos sucessivos governos deste país. De facto o actual PM José Sócrates não é excepção, mas de certo já caiu no esquecimento a visita que fez a Fermentelos enquanto Ministro do Ambiente.

Não o censuro, pois com tantos «choques tecnológicos» e «simplex» a memória não dá para tudo. Só espero que a memória do actual Presidente da Câmara de Águeda não esteja tão ocupada, pois parte da sua vitória nas últimas eleições deveu-se à grande promessa eleitoral de encontrar uma solução para a Lagoa Adormecida.

Infelizmente uma Junta de Freguesia como a de Fermentelos sente-se impotente para resolver o problema por si só, pois num país em crise o dinheiro não nasce das árvores e sem apoios não se vai a lado nenhum.

Como fermentelense, e porque a esperança é a última a morrer, quero continuar a acreditar que a Pateira não vai adormecer de vez.

12 comentários:

Helder Baptista disse...

Conheci a Pateira este mês!
Antes disso nunca tinha ouvido falar em tal nome, e quando me indicaram que teria de ir para a Estalagem da Pateira questionei mil vezes qual o caminho que devo apanhar...porque acho incrível uma paisagem tão esplêndida e única, mas perdida no Mapa (desconfio que nem no mapa esta perdida, mas sim em Portugal).
Não concordo com o facto de se fazer uma alusão ao PM (Eng. Sócrates) sobre a actual situação da Pateira, uma vez que a responsabilidade deveria ser atribuida ao Poder Local.
O nosso poder local (sobretudo ao nível das câmaras municipais) deveriam ser mais responsabilizados pela gestão do seu património, eles deverão ser uma verdadeira ponte entre o Governo Central e as comunidades locais.
Sou de Viseu, e faz um ano a que assisti a um dos momentos mais "chocantes" em termos de política de ambiente em Viseu, em que o actual Presidente da Câmara aprovou que fossem construidos tanques de saneamento básico junto de um rio que dava para tomar banhos e fazer pesca (verifiquem o que disse "dava", porque passado um ano já não dá mais).
Independentemente da nossa ideologia, da nossa filiação devemos ser honestos politicamente e assumir críticas a quem realmente as merece.
Conheçam a Pateira... vão adorar conhecer!

Gonçalo Capitão disse...

Rosa

Antes de mais, espero que gostes da tua entrada no "lodo".

Para nós (julgo que posso falar por todos) é um prazer que acrescentes a tua frescura de ideais a este espaço plural e pluralista.

Para os que não sabem - 99,9% dos leitores - eu e o Ricardo Leite conhecemos a Rosa na Universidade de Verão do PSD e, dias depois, ela estava a golear uma equipa constituida para "atrapalhar" os participantes numa simulação de debate parlamentar que, para mim, acabou por ser para lamentar :)
Se o Moretto do Benfica jogasse como a nossa Moreto...

Ensinam os livros que a melhor maneira de contornar adversários complicados é juntarmo-nos a eles, mas a verdade é que, mais do que isso, tivémos um "bom feeling" (para usar a música da moda) em relação às capacidades da Rosa, como aíás se passou em relação à Rita.

Bem, agora que a Rosa está apresentada, resta-me dizer que conheço a Pateira, há muitos anos (estou velho...), e que é um lugar altamente relaxante e inspirador.

A não resolução do problema é, também ela, consequência da mediatização da sociedade.
Se houvesse pescadores a fazer bloqueio, como na Arrábida), uma marcha lenta (como no IP4) ou um autarca com imaginação (como em Coimbra), seria mais visível, atraindo os nossos solicitos políticos, que não se coíbem de ir ver tudo quanto é área ardida...

Há que mediatizar, urgentemente.

Helder Baptista disse...

Gonçalo devemos mediatizar, mas devemos mediatizar respeitando o nivel hierárquico da nossa democracia, não devemos levar o problema que pode simplesmente ser resolvido pela secretária ao Presidente.
Penso que a mediatização existe porque a responsabiliação das autoridades locais não é um facto (naturalmente que falo da parte e não do todo).

Gonçalo Capitão disse...

De acordo.
Apenas apontei que, lamentavelmente, hoje em dia, só com alguns "bonecos" para a tv é que se resolvem certos problemas.
Concordo (e já o disse na minha tese) que não deveria ser necessário, mas...

Ricardo Baptista Leite disse...

Querida Rosa,

Apesar de ter dito ao Gonçalo que seria um erro convidar-te e que não gostava nada de ti, como mero "funcionário" aqui no Lodo tenho que acatar as decisões do "Chefe"... ou melhor... do "Capitão" e, conforme mandam as regras da boa educação, felicito-te pela entrada no Lodo :)

Quanto ao tema lançado por ti, não conheço a Pateira mas sugiro que se faça a "1ª Reunião do Lodo" por lá... apesar de ter sido alvo das acções inconscientes do Homem, deve ser ainda um local muito bonito e uma visita da nossa equipa atraria, certamente, toda a comunicação social em peso.

Já estou a imaginar o slogan dos nossos políticos aproveitando-se desenvergonhadamente da nossa visita:
"Vamos pensar em Grande! Vamos salvar a Pateira!"

Rodrigo disse...

Então mas vocês ainda dão protagonismo a esta Rosita??? Depois das calúnias? Depois da demagogia? Da mentira? Daquela Criatividade alucinante e cativante que nos meteu a rebolar e a fugir??????

;)))

Parabens pela "contratação" para o Lodo!

A partir de agora se aqui vier "blogar" um bocadinho entro logo de mansinho ... ai jazuse!!!!

Carlos Nolasco disse...

Holá Romi, parabéns por tudo!!!
Eu sabia que davas bem conta do recado!(ou não fosse eu o teu padrinho!!!!)
Tudo o que dizes da nossa Pateira está muito bem, mas muito mais há para dizer e concerteza que o vamos fazer. A Pateira é de todos, é de todo o mundo. Pena é que Fermentelos não seja sítio de passagem para ninguém, só cá vem quem cá quer vir!
Mas vamos seguir lutando pela limpeza da nossa jóia e gostava de deixar aqui o verso que meu pai escreveu um dia e numa faixa pòs no meio da Pateira a quando de uma visita de algum dos nossos governantes:
"Já fui bela e cantada
de lagoa adormecida
hoje estou abandonada
amanhã estarei perdida"
Oxalá que isto não venha a acontecer!

Gonçalo Capitão disse...

Carlos

A Rosa até já meteu o Godfather nisto... :)

Temos de explicar aos viajantes que, saindo da A1 em "Aveiro-Sul" e cortando à esquerda (direcção Oliveira do Bairro), são 5-10 minutos até esse spa visual...


Rodrigo

Tomaramos nós que a Briosa e o Belém se reforçassem como o "lodo"...
;)

Rodrigo disse...

Capitão,

por falar em Belém e Briosa ... este fim de semana espero que a tua briosa mantenha o nivel exibicional. Depois disso ... sabes que desejo tudo de bom ;)

o campeonato merece ter a briosa e a fantástica Mancha Negra!

Gonçalo Capitão disse...

Desejo-te igual desgraça, no fim-de-semana e igual sorte no resto do campeonato!!!

:)

m disse...

Há muito que sou leitor do "Ainda há lodo no cais", pela forma cativante como exprimem os vossos olhares.
Agora, tenho um motivo para continuar a ler ainda com mais interesse, não fosse a Rosa da nossa bonita cidade, Águeda. Parabéns Rosa, e acreditem que fizeram a vossa "maior" contratação.
Quanto à Pateira e à sua praga, os jacintos, espero que não tenhamos de criar um blog com o título de "AINDA HÁ JACINTOS NA PATEIRA", mas para inicio concordo com a Rosa, poderiamos começar por "Ainda há 1ºs ministros esquecidos", oram vejam lá Souselas e a Pateira!
marco

Sara Brito disse...

Um bem haja ao "Lodo" antes de comentar o texto sobre a Pateira da Rosa Moreto que, como eu, foi aluna na Univ 2006 e que só lamento os nossos caminhos não se terem cruzado nos corredores da universidade para a ter conhecido melhor.
É triste que o equilíbrio do nosso ecosistema não seja uma prioridade para quem pode de facto fazer disso prioridade. No actual estado dos "esquecimentos" por que vamos passando parece que teremos de ser nós a relembrar o real estado das "coisas da nação".
Mas se ajudar, como penso que ajuda, procurarei conhecer a Pateira e recomendá-la como visita, pode ser que desta forma se realce a sua importância.