quarta-feira, 12 de julho de 2006

Beija-me na boca e chama-me Tarzan!!!

Alguém podia fazer a fineza de explicar ao cavalheiro (?!) que preside à Federação Portuguesa de Futebol que o Engº Sócrates não precisa da ajuda dele, visto que já lidera destacado as sondagens, com o seu PS?...
Já nem discuto a razoabilidade do pedido de isenção de IRS no prémio de 50.000€ a receber pelos jogadores da Selecção, que muito nos orgulharam. Atendendo ao momento do País, ao facto de se tratar de um "extra" e não serem muitos os portugueses que recebem isso num ano inteiro, estava-se mesm0 a adivinhar o niet do Governo.
O que me espanta é a "balda" que Madaíl deu ao Executivo, permitindo-lhe brilhar, ao aparecer (e bem, sublinho) como agente de equidade.
A mais do que se possa dizer, a verdade é que nem o ex-deputado do PSD (Madaíl, himself) ajuda Marques Mendes...

2 comentários:

Ricardo Cândido disse...

Há alturas em que se perdem excelentes oportunidades de se estar calado!
Não se deve brincar com a "massa" do povo.

Fernanda Marques Lopes disse...

O senhor Madaíl está farto do cargo que ocupa... nós também (estamos fartos que ele ocupe o cargo!). Só é pena é que não tenha saído com chave de ouro e mande bacoradas do género... enfim...